(31) 3841-9900 | (31) 97524-3594

Comércio físico e virtual: o que mudou ao longo dos anos?

16/07/2019 Imprensa

Hoje, 16 de julho é comemorado o Dia do Comerciante. Esta é uma data que deveria ser lembrada por cada cidadão, pois na verdade, em algum momento da vida nos comercializamos alguma coisa mesmo não sendo um profissional do comércio.

A atividade comercial é muito antiga, sendo datada desde a antiguidade e praticada em diversos locais do mundo, por vários povos e civilizações. É bastante complicado definirmos a partir de qual momento começou ou foi inventada a operação comercial. Historicamente, tem-se o conhecimento que o processo de trocas de produtos foi o início do desenvolvimento da atividade comercial nas civilizações que se desenvolviam na antiguidade.

Depois foi criada a moeda como referência de valor para a realização das operações comerciais que se desenvolveram de tal forma que passou a existir o acúmulo de riquezas e o desenvolvimento dos grandes impérios comerciais existentes nos dias atuais. Mas o que mudou de lá pra cá? O comércio se desenvolveu de tal forma que hoje em dia, graças ao desenvolvimento tecnológico, as pessoas podem adquirir os produtos que desejam sem precisar sair de casa, é o chamado comércio eletrônico.

 

Em Coronel Fabriciano, o setor comercial é o que fomenta a economia da cidade, tendo em vista a ausência de indústrias como em outras regiões do Vale do Aço. Um dos comércios mais tradicional do município é a Casa Lage, que fornece produtos variados há 37 anos.

 

De acordo com a proprietária da Loja, Monica Neves Lage o comércio mudou muito nos últimos anos de como era quando ela iniciou no ramo. “Hoje o comércio está muito diferente de antes, até mesmo o cliente mudou, a quantidade de comércio aumentou. A gente agora lida com o cliente nas redes sociais, acho que isso é uma mudança muito radical, ressalta”. Ainda segundo Mônica, o segredo do sucesso nas vendas “é estar sempre disponível ao cliente e atende-lo da melhor forma possível”.

 

Já a loja FlagsRealce, atende um segmento de calçados e roupas desde 1991, para o público masculino e feminino. Marco Túlio Lamounier, proprietário do estabelecimento comercial diferencia a venda física da virtual. “A loja física ou loja de rua é um bom atendimento, abordando as pessoas, dentro e fora de loja, vitrine bonita, chamativa, condição de pagamento e o bom vendedor se a pessoa chega pra comprar um produto ela sai com três ou quatro, então essa é a grande importância da venda da loja de rua. Já a loja virtual ou online, nós trabalhamos com o instagram e hoje, qualquer pessoa do Brasil e do mundo está te seguindo, ela clica no produto e você faz vendas pra dentro e fora do País, essa é a vantagem da venda online, destaca.

 

Marco Túlio ainda salienta que o grande diferencial das vendas física e online é a pronta entrega. “A venda online demanda um prazo para a entrega, se o cliente tiver certa urgência, pode demorar. Já a venda física proporciona entrega imediata, esse é um grande diferencial e uma grande vantagem para a comércio de rua”, salienta.

 

E sempre pensando em fomentar o comércio, a Associação Comercial, Industrial e de Prestação de Serviços (Acicel) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Coronel Fabriciano realiza frequentemente campanhas e mobilizações para beneficiar os comerciantes e também a quem tanto torna possível o exercício dessa profissão, os consumidores.

“Reconhecemos o trabalho que é desenvolvido pelos comerciantes e o quanto são significativos para a economia da nossa cidade. Parabenizamos todos os comerciantes e desejamos prosperidade nos negócios”, é o que deseja a presidente da Entidade, Maria Angélica Nunes.

 

 

 

Comentários

Assine nossa Newsletter

%d blogueiros gostam disto: